"Chantagem", afirma presidente da União Europeia sobre decisão russa de cortar o fornecimento de gás

Medida foi adota devido à nova exigência de pagamento em rublos; a Rússia nega chantagem

[

FOTO: Pixabay

Ursula von der Leyen, presidente do órgão executivo da União Europeia, chamou de “chantagem” a medida adotada pela Gazproom, gigante estatal de energia russa, de cortar o fornecimento de gás à Polônia e Bulgária.
 
A decisão foi anunciada ontem e passou a valer a partir desta quarta-feira (27). A Rússia já havia dito que iria interromper o fornecimento de gás caso não fosse pago em rublos, nova exigência de Vladimir Putin, e concretizou a ameaça. A presidente da comissão europeia disse que “isso é injustificado e inaceitável. E mostra mais uma vez a falta de confiabilidade da Rússia como fornecedora de gás”.
 
Von der Leyen disse que a União Europeia está preparada para este cenário e que adotará medidas para garantir suprimentos alternativos de gás e que o armazenamento de gás seja preenchido. Em resposta, Kremlin negou a ideia de “chantagem”, e garantiu que a Rússia foi forçada a mudar para o pagamento em rublos devido às novas restrições.
 


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!