Cientistas descobrem "ponto quente" em torno de buraco negro no centro da Via Láctea

Em maio deste ano, imagem do Event Horizon Telescope mostrou o Sagitário A*

[Cientistas descobrem

FOTO: EHT Collaboration, ESO/M. Kornmesser/ Acknowledgment: M. Wielgus

Um grupo de cientistas do observatório ALMA (Atacama Large Millimeter Array) descobriram sinais de um "ponto quente” em órbita de Sagitário A*, o buraco negro no centro da Via Láctea.  Segundo os estudiosos, o Sgr A* é um buraco negro supermassivo, 4 milhões de vezes mais massivo do que o Sol. 

"Acreditamos que isso seja uma bolha de gás quente em torno de Sagitário A*, numa órbita semelhante em tamanho à do planeta Mercúrio, mas que completa uma volta em cerca de 70 minutos. Para que isso aconteça a velocidade a que se desloca tem que ser enorme, cerca de 30% da velocidade da luz!” explicou em um comunicado Maciek Wielgus do Instituto Max Planck de Rádio Astronomia, na Alemanha.

De acordo com o grupo, a descoberta foi feita durante os trabalhos de apuração do consórcio internacional de cientistas que divulgou a primeira foto do buraco negro supermassivo a cerca de 26 mil anos-luz da Terra. Em maio deste ano, o Event Horizon Telescope (uma rede colaborativa de astrônomos, astrofísicos e cientistas que trabalham com nove radiotelescópios espalhados pelo globo), mostrou a primeira imagem de Sagitário A*, mas para a surpresa da equipe de cientistas, havia mais pistas escondidas nas medições obtidas apenas com o ALMA.

Ainda de acordo com os cientistas, os resultados do estudo corroboram investigações anteriores feitas por outros telescópios que detectaram uma explosão de energia de raios X emitida a partir do centro da nossa galáxia.
 


Comentários