Covid-19: mais da metade das crianças vacinadas pode estar com 2ª dose atrasada

Dados mostram que 9,2 milhões de crianças iniciaram a vacinação

[Covid-19: mais da metade das crianças vacinadas pode estar com 2ª dose atrasada]

FOTO: Agência Brasil

Dados do Ministério da Saúde mostram que a vacinação de crianças contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, segue em ritmo lento no Brasil. Os números mostram que 9,2 milhões de crianças iniciaram a vacinação nos primeiros meses da campanha, mas apenas 4,3 milhões completaram esse esquema de vacinação no prazo estipulado pelos fabricantes, que é de 28 dias entre as doses para a Coronavac e de oito semanas para a Pfizer pediátrica.

Isso significa que 52,9% das segundas doses infantis contra Covid podem estar com aplicação atrasada. As vacinas chegaram às crianças brasileiras em janeiro, quase um mês depois da primeira autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Começou com a Pfizer, aplicada em crianças de 5 a 11 anos a partir de 14 de janeiro. Depois foi a vez da Coronavac, que passou a ser ministrada de 6 a 17 anos a partir do dia 20 daquele mês.

O jornal "Folha de S.Paulo" tabulou informações do DataSUS para verificar quantas crianças de 5 a 11 anos, que tinham registro de primeira dose no início da campanha vacinal, também tinham segunda dose no intervalo vacinal adequado. Em 23 de abril, data estipulada como recorte nesta análise, um conjunto de 3,8 milhões de crianças vacinadas com a  primeira dose de Pfizer já deveriam ter, também, a segunda dose. Elas foram imunizadas com a primeira aplicação até o dia 22 de fevereiro. Os registros apontam, no entanto, que 59,3% delas não tinham registro de segunda dose no intervalo adequado.

No caso da Coronavac, na mesma data do recorte desta análise, 23 de abril, outras 5,4 milhões de crianças que foram vacinadas com a primeira dose até 28 dias antes -26 de março- também já deveriam ter feito o registro da segunda dose. Os dados, no entanto, mostram que 48,34% delas ainda não tinham completado a imunização.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Morre aos 87 anos,  Leonardo Del Vecchio, fundador da Luxottica  ]

O empresário fundou a Luxottica em 1961 e construiu o império de óculos das marcas Ray-Ban e Oakley

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!