Em carta, deputadas de esqueda cobram Lula por mulher negra no STF

Ao todo, 25 parlamentares assinam pedido sobre substituta de Rosa Weber

[Em carta, deputadas de esqueda cobram Lula por mulher negra no STF]

FOTO: Nelson Jr./SCO/STF

Um grupo composto por 25 deputadas federais da base do governo enviou uma carta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), solicitando que ele indique uma mulher negra para ocupar uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF).

Das 25 deputadas, 15 são parlamentares do PT, incluindo nomes como Benedita da Silva (RJ), Erika Kokay (DF), Natália Bonavides (RN) e Carol Dartora (PR). Outras seis são do PSOL, com figuras como Luiza Erundina (SP), Erika Hilton (SP) e Sâmia Bomfim (SP). A carta também conta com assinaturas de parlamentares do PDT, PCdoB, PSB e Solidariedade. 

Uma vaga na composição do STF foi aberta com a aposentadoria da ministra Rosa Weber. Ela completa 75 anos nesta segunda-feira (2), idade-limite para o serviço público, de acordo com a lei. Lula, a quem cabe fazer a indicação, ainda não informou quem escolherá.

Na carta, as deputadas argumentam que a nomeação de uma mulher negra é um passo essencial para a representatividade da população negra nas esferas de poder e também para a modernização do Judiciário.

"A reivindicação por uma ministra negra é essencial para o avanço na necessária transformação do sistema de justiça brasileiro, não só pela importância de ver o povo negro sendo representado, mas por todas as possíveis mudanças estruturais na forma como a lei será interpretada, o direito aplicado e a justiça feita", afirmam as parlamentares.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Oficina gratuita de Escrita Criativa segue com inscrições abertas até hoje (03)]

Com aulas presenciais entre os dias 11 e 14 de março, a atividade será ministrada pelo crítico de cinema Rafael Carvalho

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!