Farol da Bahia testa o Hyundai HB20 Limited Plus 2024

Compacto ganha novos equipamentos de série mas preço sobe

O automóvel mais vendido do país é o Hyundai HB20, à frente do Onix e do Polo nos últimos meses. E a Hyundai vem diversificando ao máximo a linha do HB20. Na linha 2024 são nada menos do que 12 versões. Entre elas está a Limited Plus, tipo de linha entre as versões com motor aspirado trazendo itens antes disponíveis somente nos modelos com propulsor turbo GDI. 

Visualmente o HB20 Limited Plus de diferencia apelas pelas maçanetas cromadas. No mais, segue a reestilização  apresentada no meio de 2022 com nova grade, pára-choques e uma linha mais “convencional” diante do desenho anterior bem controverso. Não há um emblema específico “limited plus” na traseira e as rodas são de liga leve com 15 polegadas. 

Internamente há várias novidades no Hyundai HB20 2024. O banco em tecido contrasta com o revestimento das portas parcialmente em couro. Agora há um apoio de braço central revestido e no painel está a grande novidade. 

Trata-se do painel digital com conta giros, computador de bordo e várias informações, item que antes estava disponível só nos modelos mais equipados do HB20 2024. Porém, fica a ressalva dos números não usuais em um display digital que parece o antigo “display de sete segmentos”. Ele mostra cota giros numérico e uma barra horizontal que circunda o cluster de visual um tanto confuso. 

No mais, há partida por botão, multimídia Bluelink com conexão sem fio para celulares  e sistemas Apple CarPlay e Android Auto, além de câmera de sensor de ré. No console central há tomada USB-C, USB e 12V além da manopla do tradicional câmbio manual de cinco marchas. 

Outra novidade é a chave presencial Smart Key já na versão Limited Plus. Ela traz alarme, travamento e destravamento do porta malas que tem 300 litros, na média dr outros veículos do segmento. 

O motor é o tradicional Kappa três cilindros aspirado flex com 75/80cv e até 10,2kgfm de torque. Na prática ele se mostra ágil na cidade mas falta um pouco de fôlego para acelerações mais vigorosas, o que será resolvido somente com o motor TGDi turbo. A aceleração de 0-100km/h é feita em longos 15,4s e a velocidade máxima é de 160km/h 

O consumo do HB20 Limited Plus é bom. Na cidade rende 9,4 km/l (E) e 13,4 (G). Já para o ciclo rodoviário a média fica em 10,6 (E) e 14,6 (G). Na lista de itens de série ponto positivo para os seis airbags de série mas ponto negativo para a audiência de um farol em LED em um carro que custa mais que os concorrentes. 

Ao longo do teste notamos que a proposta do HB20 Limited Plus está na comodidade. Ele traz o painel digital, multimídia e revestimentos laterais em couro além da nova chave que melhoram a experiência a bordo. O conjunto mecânico já conhecido revela-se adequado para um carro de apenas 993kg com agilidade na cidade e ótimo escalonamento das marchas. No entanto, nas subidas, nas estradas e em situações de retomada o HB20 mostra suas limitações. 

Para quem quer um carro bem construído o HB20 Limited Plus 2024 mostra argumentos. Não há uma rebarba, peça mal encaixada ou desalinhada no carro. Esse é o ponto de elogio dos seus proprietários e continua sendo diante de outros concorrentes como Volkswagen Polo MPi, Chevrolet Onix LT, Fiat Argo Drive, Peugeot 208 especialmente a versão Style e Citroën C3 Live Pack. Todos aliás custam menos que o HB20, cerca de R$ 7-8 mil menos na mesma faixa de equipamentos. 

Porém o HB20 conta com 5 anos de garantia, certamente uma boa vantagem competitiva. Seu preço é de R$ 91.090,00 nesta versão sendo que o modelo de entrada Sense custa R$ 82 mil e a primeira versão com motor turbo sai por R$ 96 mil, mas sem esses equipamentos da Limited Plus.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Oficina gratuita de Escrita Criativa segue com inscrições abertas até hoje (03)]

Com aulas presenciais entre os dias 11 e 14 de março, a atividade será ministrada pelo crítico de cinema Rafael Carvalho

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!