Gilberto encerra jejum de gols, Bahia bate Botafogo e deixa zona de rebaixamento

Tricolor não vencia há nove partidas; atacante não fazia um gol há 13 jogos

[Gilberto encerra jejum de gols, Bahia bate Botafogo e deixa zona de rebaixamento]

FOTO: Rafael Machaddo / EC Bahia

O Bahia pôs fim a um duplo jejum. Na noite desta quarta-feira (30), o Tricolor bateu o Botafogo por 2 a 1, no estádio Nilton Santos, em jogo remarcado da primeira rodada. Gilberto, que não marcava há 13 partidas, foi o responsável pelo gol do triunfo. Com resultado, Tricolor deixou a zona de rebaixamento e subiu para 16ª posição, com 12 pontos somados. Já o Botafogo caiu para 19ª posição, com 11 pontos.

Foi uma partida de poucas emoções na primeira etapa. Bahia e Botafogo encontravam dificuldade para furar as defesas bem postadas um do outro, erros de passes também contribuíram para uma certa limitação das ações ao longo da partida. Até pelo nível de futebol apresentado, que não teve tanta qualidade técnica, o jogo foi equilibrado.

O Bahia teve uma oportunidade clara de abrir o placar aos 22 minutos, quando após cobrança de falta na área, Ernando subiu de cabeça e testou firme exigindo uma bela defesa de Diego Cavalieri para evitar o primeiro do Tricolor.

Apesar do confronto não ter tido muitas chances criadas de gol, o Bahia conseguiu abrir o placar antes da ida ao intervalo. Aos 41 minutos, Marco Antônio cobrou falta para dentro da área pela lateral esquerda e Gilberto, livre de marcação, quase não precisou pular para testar firme para o fundo das redes, colocar o time baiano em vantagem e acabar com o jejum de 13 partidas sem marcar. Com o gol, o Bahia foi para o intervalo com triunfo parcial assegurado.

Na volta para o segundo tempo, o Bahia começou um pouco displicente e dando espaços para que o Botafogo tomasse as ações do jogo. Porém, o time ainda estava conseguindo chegar com perigo quando tinha posse de bola e contra golpeava.

Aos sete minutos, Ramires perdeu uma chance inacreditável de ampliar o marcador. Após passe de Clayson da entrada da área, o atacante recebeu livre e, cara cara com Diego Cavalieri, chutou por cima do gol. Era a oportunidade de já praticamente encaminhar o triunfo. 

O Botafogo respondeu aos 11 minutos em cobrança de falta, Barrandeguy levantou na área, Forster subiu mais alto que todo mundo e testou firme, exigindo bela defesa do goleiro Douglas, jogando para escanteio.

O Fogão, assim como o Bahia, perdeu uma oportunidade inacreditável de empatar o duelo. Aos 16 minutos, Rentería recebeu passe pelo lado do campo e lançou para Matheus Babi, que fechava na segunda trave, mas o atacante finalizou errado, jogando a chance do empate pela linha de fundo.

Aos 23 minutos, Danielzinho esteve perto de ampliar para o Tricolor aos 23 minutos em finalização de fora da área, que Diego Cavalieri defendeu.

O Glorioso voltou a ficar próximo do empate aos 33 minutos. Em jogada pela lateral do campo, Rhuan cruzou na área e Rentería livre dentro da área bateu de primeira, mas a bola, que já parecia ter o fundo das redes como destino certo, desviou em Lucas Fonseca e foi para escanteio. Grande alívio para o Tricolor.

Sem ser eficiente nas finalizações, o Bahia deu uma demonstração dura de como acertar o alvo na hora dos arremates. 

Aos 38 minutos, Daniel deu belo passe para Juninho Capixaba pelo lado esquerdo e o lateral cruzou na área para Élber, livre dentro da área, chutar de primeira mandando para o fundo do gol, e encaminhando o triunfo Tricolor.

Nos últimos minutos, o Botafogo ainda tentou correr atrás do prejuízo. Primeiro, aos 42 minutos, Caio Alexandre cruzou bola fechada na área e Douglas, com a ponta dos dedos, jogou para escanteio. Na segunda tentativa, o Tricolor não suportou a pressão.

Aos 43 minutos, Rhuan cruzou pelo lado esquerdo, Pedro Raul brigou com o zagueiro pela posse de bola e chutou para o gol, para vencer Douglas e diminuir o placar. Apesar disso, o time da estrela solitária não conseguiu chegar ao empate.

A próxima partida do Bahia pelo Brasileirão será diante do Ceará, no próximo domingo (4), às 18h15, contra o Ceará, em Pituaçu, enquanto o Botafogo joga o clássico contra o Fluminense, no mesmo dia, só que às 11h, no estádio Nilton Santos.

Análise do Bahia na partida

O Bahia evoluiu na forma de jogar. Diferente das demais partidas quando era possível notar um time inoperante, praticamente sem ser ofensivo, hoje a história foi diferente. Com linha de marcação alta, o Tricolor dificultou as ações do Botafogo, além do mais, soube ser perigoso quando tinha posse de bola, não criando muitas jogadas, afinal, não é a característica do time, mas finalizando com eficiência, algo pouco notado em algumas partidas.

Não foi uma partida excepcional do Bahia. O time sofreu em algumas ocasiões no segundo tempo, caiu de ritmo e permitiu que o Botafogo tivesse mais oportunidades de marcar, e só não o fez, pelos erros de finalizações dos jogadores do Glorioso. A defesa ainda é um setor vulnerável. Hoje se portou de maneira regular apesar dos sustos, mas precisa evoluir, e muito.

Pelo resgate da auto estima, pela volta de um triunfo, o torcedor tem sim que ter esperanças de dias melhores, mas não pode se iludir, o time ainda não pode ser considerado bom por ter enfrentado um time de mesmo nível. Outros adversários de mais qualidade surgirão e não darão a mesma liberdade que o Botafogo deu hoje. Reforços ainda são necessários.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!