Governo Lula muda regras para ingresso no Bolsa Família; saiba mais

Critério principal para adesão é a renda mensal calculada por pessoa da família

[Governo Lula muda regras para ingresso no Bolsa Família; saiba mais]

FOTO: Agência Senado

O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome anunciou nesta sexta-feira (17) novas normas para o ingresso de famílias no programa Bolsa Família. Agora, o principal critério para adesão ao benefício é a renda mensal calculada por pessoa da família. 

O valor corresponde à soma de quanto cada integrante ganha por mês dividida pelo número de pessoas que moram na casa. O programa passa a considerar como aptas a receber o benefício as famílias que têm renda mensal de R$ 218 por pessoa. Antes, as famílias beneficiadas eram as que tinham renda entre R$ 105,01 e R$ 210 por pessoa.

O período de validade do benefício passa a ser de 24 meses (antes, era de 12 a 24 meses), sem que haja o cancelamento dos pagamentos caso a família alcance renda por familiar superior ao que foi definido como critério. No entanto, essa renda por pessoa da família não poderá superar o valor de meio salário mínimo. 

Além disso, também foi  acrescentado ao Bolsa Família o benefício Primeira Infância, com o acréscimo de R$ 150 por criança com até 7 anos. O pagamento do benefício, no entanto, acaba no dia em que a criança completar 7 anos. 


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Garoto estilista, de 8 anos, diz que foi Gucci na vida passada! ]

O garoto criou para a estrela de Hollywood Sharon Stone uma peça que ele chamou de "O casaco voador Shmarshmallow"

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!