Integrantes do Projeto Latitude apresentam suas obras e artistas na ARCOlisboa 2023!

Aos detalhes...

[Integrantes do Projeto Latitude apresentam suas obras e artistas na ARCOlisboa 2023! ]

FOTO: Divulgação Assessoria

Até 28 de maio, Lisboa recebe galerias, artistas, colecionadores, curadores e outros profissionais, para a sexta edição da ARCOlisboa, feira internacional de arte contemporânea, que durante a sua realização tornará a cidade um epicentro de arte e cultura na Europa.

A ARCO reúne 86 expositores de 23 países, sendo quatro galerias integrantes do Projeto Latitude - Platform for Brazilian Art Galleries Abroad, uma parceria da Associação Brasileira de Arte Contemporânea (ABACT) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil),

As galerias brasileiras Bianca Boeckel, C. Galeria e Portas Vilaseca estreiam na feira portuguesa com trabalhos inéditosjá a veterana Verve garante sua segunda participação, todas elas marcando presença na seção Opening, com curadoria de Chus Martínez e Luiza Teixeira de Freitas.

A galeria Bianca Boeckel propõe um diálogo imagético entre a obra de Allann Seabra e Marcelo Tolentino, com quinze trabalhos inéditos, desenvolvidos exclusivamente para a ocasião. Em sua nova série, Seabra ressignifica os manuscritos de seu bisavô, músico ativo em Portugal durante as décadas de 1940 e 50. Já Tolentino traz a profundidade das memórias e transformações dos últimos anos, desde o período de isolamento da pandemia. Os trabalhos dos dois artistas combinados reafirmam a maravilhosa capacidade de melhorar a justaposição de diferentes realidades e tempos através da arte.

Já a C. Galeria apresenta obras das séries, Motim e M(Other), de Nazareno e Piti Tomé, respectivamente. Os trabalhos selecionados refletem o poder de ser transformado, desafiado e mudado. A transformação pela repetição, típica das brincadeiras infantis, aparece na obra dos dois artistas que partem de memórias passadas e, por vezes, de objetos apropriados, para criar narrativas e significados para o mundo ao nosso redor.

Portas Vilaseca Galeria exibe um projeto especial com a produção recente dos artistas brasileiros Íris Helena e Mulambö, cujas pesquisas atuais se entrecruzam. As obras em exposição trazem à tona a temática da imigração estrangeira em Portugal e a construção da capital do Brasil (Brasília) por migrantes, gerando uma reflexão sobre os desdobramentos político-sociais desses processos históricos e atuais.

Em sua segunda participação, a Verve traz à feira o projeto solo do artista Tales Frey, com obras de 2014 a 2023 em diferentes suportes, como fotografia, vídeo-performance e objetos. Os trabalhos de Tales têm o corpo como pivô de suas concepções artísticas e, recorrentemente, por meio do seu tecido externo (da própria pele ou de outro material colocado sobre ela), analisa códigos existentes entre o indivíduo e o indumento.

Sobre o Latitude - Platform for Brazilian Art Galleries Abroad

O Latitude é um programa desenvolvido por meio de uma parceria firmada entre a Associação Brasileira de Arte Contemporânea - ABACT e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos - ApexBrasil, para promover a internacionalização do mercado brasileiro de arte contemporânea. Criado em 2007, conta hoje com cerca de 60 galerias de arte do mercado primário, localizadas em sete estados brasileiros e Distrito Federal, que representam mais de 1.800 artistas contemporâneos. Seu objetivo é criar oportunidades de negócios de arte no exterior, fundamentalmente através de ações de capacitação, apoio à inserção internacional e promoção comercial e cultural.

O volume das exportações definitivas e temporárias das galerias do projeto Latitude vem crescendo significativamente. Em 2007, foram exportados US$ 6 milhões e, de acordo com a última Pesquisa Setorial Latitude publicada, em 2018 atingiu-se mais de US$ 65 milhões. As galerias Latitude foram responsáveis por 42% do volume total das exportações do setor no ano.

Desde abril de 2011, quando a ABACT assumiu o convênio com a ApexBrasil, foram realizadas 48 ações em mais de 26 diferentes feiras internacionais, com aproximadamente 300 apoios concedidos a galerias Latitude. Neste mesmo período, foram trazidos ao Brasil aproximadamente 250 convidados internacionais, entre curadores, colecionadores e profissionais do mercado, em 23 edições de Art Immersion Trips. Além dessas ações, o Latitude realizou seis edições de sua Pesquisa Setorial, com dados anuais sobre o mercado primário de arte contemporânea brasileira.

Sobre a ApexBrasil

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira.

Para alcançar os objetivos, a ApexBrasil realiza ações diversificadas de promoção comercial que visam promover as exportações e valorizar os produtos e serviços brasileiros no exterior, como missões prospectivas e comerciais, rodadas de negócios, apoio à participação de empresas brasileiras em grandes feiras internacionais, visitas de compradores estrangeiros e formadores de opinião para conhecer a estrutura produtiva brasileira entre outras plataformas de negócios que também têm por objetivo fortalecer a marca Brasil.

Sobre a ABACT

A Associação Brasileira de Arte Contemporânea - ABACT é uma entidade sem fins lucrativos que representa cerca de 60 galerias de arte contemporânea no Brasil. Seu posicionamento se constitui no diálogo com as galerias de arte brasileiras do mercado primário e no entendimento do seu papel na produção de bens culturais. Promove ações de profissionalização e de incentivo à desburocratização do setor, projetos educativos e socioculturais, e realiza conexões entre os agentes de mercado nacional e internacional


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Lei que reestrutura carreira de professor indígena é sancionada na Bahia ]

A regulamentação foi publicada na edição do Diário Oficial desta quarta (24)

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!