Jornalismo que ilumina

[Jornalismo que ilumina ]

FOTO: Tiago Caldas

O bom jornalismo é duro na queda, resiste a modismos e se mantém relevante num mundo polarizado, infestado por fake news e, claro, mídias tendenciosas despreocupadas com requisitos básicos do ofício. Apurar, engajar, entrevistar, criticar e aglutinar, estes são algumas técnicas implacáveis ao jornalista antenado à modernização da profissão. São também compromissos do Farol da Bahia, o novo portal de notícias da Bahia, do Brasil e do mundo. 

Autonomia é palavra de ordem para uma comunicação transparente. Vale-se o princípio da isonomia para contatar e ouvir fontes, assim como quer ser ouvido – sem ruídos ou falácias. 

Como mídia independente, o Farol da Bahia se posiciona no setor ciente da atual catarse no jornalismo, uma dinâmica que une todos os sentidos da palavra de origem grega: purgação, evacuação e purificação. Cada processo está devidamente sensibilizado, das novas demandas da profissão às transformações das práticas pra exercê-la. 

Assim como o movimento cultural e filosófico dos séculos 17 e 18 que ficou conhecido como Iluminismo (ou Ilustração), que brindou a humanidade com novos entendimentos de mundo, sempre com desenvoltura e senso crítico, o Farol da Bahia é a nova luz do jornalismo – plural e sério, comprometido com diversas verdades. A opinião pública, por exemplo, tem a sua verdade e ela será ouvida, não apenas àquela que parte de gabinetes. 

Desta forma, o desafio está lançado e o Farol da Bahia se coloca vigilante a partir do jornalismo combativo, ágil e de personalidade. 


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Garoto estilista, de 8 anos, diz que foi Gucci na vida passada! ]

O garoto criou para a estrela de Hollywood Sharon Stone uma peça que ele chamou de "O casaco voador Shmarshmallow"

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!