Levantamento mostra a imagem que os portugueses têm hoje do Brasil

Pesquisa foi realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas no início deste mês

[Levantamento mostra a imagem que os portugueses têm hoje do Brasil]

FOTO: Divulgação

É fato conhecido que a segurança pública representa, atualmente, o grande calcanhar de Aquiles do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nos esforços para consolidar a aprovação do governo federal entre os brasileiros. O desafio, porém, não se restringe às fronteiras nacionais. As informações foram divulgadas pelo colunista José Benedito da Silva para o site Veja.

Em Portugal, a violência é citada como a característica mais frequente que a população asocia ao Brasil, de acordo com levantamento divulgado nesta segunda-feira (26), pelo Instituto Paraná. As informações foram divulgadas pelo colunista José Benedito da Silva para o site Veja.

Segundo a pesquisa, quase dois terços dos portugueses (65,7%) pensam em "violência" ou "insegurança" quando perguntados sobre elementos relacionados ao Brasil. 

Em segundo lugar, quase paradoxalmente, aparece a imagem de "alegria", citada por 62,9% dos entrevistados, seguida por "corrupção", mencionado por 57,7%.

O extremo oposto do ranking, onde estão as características menos associadas aos brasileiros, “honestidade” desponta como a resposta de menor frequência, apenas 4,5% têm esta percepção do povo brasileiro. 

Outro quesito pouco relacionado ao Brasil por parte dos portugueses é “trabalho”, citado por 4,9% dos participantes da pesquisa. Por outro lado, mais de metade dos cidadãos de Portugal pensa em “futebol” e cerca de um quarto lembra de “mulheres bonitas” como elementos típicos do nosso país. 

Ainda assim, a imagem positiva do Brasil em Portugal predomina sobre a visão negativa. De acordo com o levantamento, 36,5% dizem ter uma percepção “ótima” ou “boa” do país sul-americano, contra 14,4% que responderam “ruim” ou “péssima” e outros 47,7% que escolheram a opção “regular” na entrevista. 

O Instituto Paraná Pesquisas entrevistou 840 moradores de Portugal por telefone entre os dias 8 e 17 de fevereiro de 2024. A margem de erro do levantamento é estimada em 3,4 pontos percentuais.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Lei que reestrutura carreira de professor indígena é sancionada na Bahia ]

A regulamentação foi publicada na edição do Diário Oficial desta quarta (24)

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!