Mito ou verdade? Descubra os procedimentos estéticos mais sugestivos para o inverno

Aos detalhes...

[Mito ou verdade? Descubra os procedimentos estéticos mais sugestivos para o inverno]

FOTO: Divulgação

Com sensação térmica recorde (17,5 ºC) registrada na capital baiana, os soteropolitanos estão aproveitando a temporada de inverno para tirar aquele “casaquinho” do armário, vestir uma meia, preparar uma bebida morna e aproveitar a recuperação “convidativa” dos procedimentos estéticos durante a estação mais fria do ano. 

Embora não exista um consenso sobre o “frio” impactar diretamente na recuperação da derme (pele) após os procedimentos, a região tende a ficar mais sensível aos raios solares e mais ressecada?—?sobretudo em sessões de clareamento de pele (peeling químico)?—, o que justifica as recomendações por tratamentos faciais em estações mais frias. 

Somando vantagens como a menor exposição aos raios solares devido ao tempo nublado, ambiente fresco e maior conforto no uso de hidratantes e filtros solares?—?impedindo a sensação “empapada” dos cremes?—?, o especialista em Biomedicina Estética, Dr. Vinicius Said, conta que a procura pelo ‘peeling químico’, laser de CO² fracionado, bioestimuladores de colágeno, fios de sustentação, remoção de tatuagem e depilação se destacam nessa época do ano.

“Antes de tudo, independente da estação, é importante frisar que é possível realizar procedimentos estéticos em qualquer época do ano, seja inverno ou verão. O que vai interferir, de fato, são as recomendações após os procedimentos, mais condizentes no inverno; possibilitando um maior ajuste na concentração e potência relacionada a alguns equipamentos. Os profissionais, hoje vão se adaptando às estações climáticas e o que acontece é um ajuste na concentração do pH do ácido que atuará na pele (em caso de Peeling químico)”, explica.

Segundo o biomédico, a grande sacada do inverno é a menor incidência da radiação ultravioleta (UVA e UVB), tornando a cicatrização melhor e reduzindo o risco de “hipercromias” (manchas na pele). Por conta do período de regeneração tecidual, Said explica que os pacientes precisam evitar a exposição solar ao máximo, reforçando a procura por clínicas de estética durante estações mais frias, nubladas ou menos convidativas a atividades e exercícios à luz do sol. 

“Com certeza durante o inverno se sobressai a busca por alguns procedimentos, como o peeling químico e os lasers, justamente por conta desse reajuste na concentração dos ácidos. Entretanto, isso não significa que não serão feitos ou que não são recomendados fazer esses e outros procedimentos nos demais períodos do ano”, reforça o doutor. 

Formado pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública com mais de 5 anos de atuação, Vinicius traz o exemplo da realidade local. Em sua clínica, “Dr. Vinicius Said”?—?localizada na Av. Professor Magalhães Neto, 1856, Empresarial TK Tower, térreo?—?o biomédico explica que é difícil fazer os soteropolitanos esperarem chegar o inverno para fazer os procedimentos, visto que as estações do ano não são tão definidas.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Garoto estilista, de 8 anos, diz que foi Gucci na vida passada! ]

O garoto criou para a estrela de Hollywood Sharon Stone uma peça que ele chamou de "O casaco voador Shmarshmallow"

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!