Pesquisadores afirmam que trocar escada por elevador reduz risco de infarto em 20%

Dados foram divulgados em uma pesquisa do Reino Unido

[Pesquisadores afirmam que trocar escada por elevador reduz risco de infarto em 20%]

FOTO: Tomaz Silva/Agência Brasil

A prática diária de subir 50 degraus de escada revelou-se uma medida simples, porém eficaz, na redução do risco de doenças cardiovasculares, conforme apontado por um recente estudo publicado na Atherosclerosis Journal. A pesquisa, baseada em dados de mais de 400 mil adultos no Reino Unido com predisposição a doenças cardiovasculares devido a histórico familiar e fatores de risco genéticos, apresentou resultados surpreendentes.

O estudo, conduzido por Lu Qi, professor no Tulane University School of Public Health and Tropical Medicine, destacou que a prática diária de subir escadas apresenta uma redução de 20% no risco de doenças cardiovasculares. Este dado supera os benefícios associados a caminhar 10 mil passos por dia. Qi ressalta que "curtas subidas de escadas de alta intensidade são uma forma eficiente em termos de tempo para melhorar a aptidão cardiorrespiratória e o perfil lipídico".

De acordo com os pesquisadores, interromper a prática diária de subir escadas resultou em um aumento significativo de 32% nas doenças cardiovasculares. A pesquisa destaca a eficácia dessa atividade, especialmente entre aqueles que têm dificuldade em atender às recomendações convencionais de atividade física.

Além do benefício cardiovascular, atividades cotidianas vigorosas, como subir escadas, também demonstraram impacto na prevenção do câncer, conforme revelado por um estudo publicado na revista JAMA Oncology. Participantes que dedicaram pelo menos 3,5 minutos diários a atividades físicas intensas apresentaram uma redução de 17 a 18% no risco de câncer em comparação com aqueles sem qualquer forma de movimentação vigorosa.

O estudo, envolvendo mais de 11 mil participantes, evidenciou que dedicar 4,5 minutos por dia a essas atividades resultou em uma redução de 20 a 21% no risco total de câncer. Cânceres específicos, como os de mama, pulmão e intestino, obtiveram os melhores resultados, com uma redução mais acentuada de 28-29% com apenas 3,5 minutos diários e 31–32% com 4,5 minutos diários.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Oficina gratuita de Escrita Criativa segue com inscrições abertas até hoje (03)]

Com aulas presenciais entre os dias 11 e 14 de março, a atividade será ministrada pelo crítico de cinema Rafael Carvalho

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!