Podomblé: Roger Cipó questiona divulgação do candomblé como forma de angariar clientes e dinheiro

Episódio convida o comunicador e fotografo para comentar sobre os impactos da publicização do sagrado

[Podomblé: Roger Cipó questiona divulgação do candomblé como forma de angariar clientes e dinheiro]

FOTO: FB Comunicação

No novo episódio que vai ao ar nesta segunda-feira (12), às 15h, o convidado da semana do Podcast Podomblé, o comunicador e fotográfo Roger Cipó, faz críticas à divulgação do candomblé com a finalidade de obter clientes e dinheiro e não para aumentar a comunidade e propagar a tradição da religião.  

"A gente precisa divulgar o candomblé para quê e para quem? São perguntas básicas. Ah, para acabar com a violência contra os nossos territórios. Ok, a gente já sabe a finalidade. Como que a gente faz isso? Não é mostrando aspectos das nossas tradições liturgicas mais sensíveis e que são direitos de um grupo específico, que são as pessoas iniciadas. Tem muita gente hoje que está divulgando as nossas tradições e momentos em uma finalidade de obter lucro em relação aquilo", disse Roger em entrevista ao apresentador Adriano Azevedo.

"Está divulgando uma festa porque essa divulgação é o que pode resultar em novos clientes. Não é expandir a comunidade. Uma coisa é dizer que a gente precisa de mais gente na comunidade para construir um lugar, mas outra coisa é: 'eu preciso de mais clientes'", acrescenta Cipó. 

O convidado ainda fez uma reflexão sobre o tema e pontuou que ao "negociar" tradições do candomblé, a religião abre mão de muitas coisas consideradas sagradas e que esse é um grande problema. "A gente está rifando coisas muito importantes. Do quê que a gente abre mão para conseguir dinheiro. Não acho um problema um sacerdote que vive do seus fazeres litúrgicos, mas é lembrar que a gente negocia e abre mão de algumas coisas, e quando a gente abre mão de coisas que são muito sagradas, é um problema", finalizou.

Confira o trecho

 


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Vídeo: motoristas reclamam de acúmulo de água em trecho da Avenida Paralela, em Salvador]

Condição ocorre por conta do grande volume de chuvas; Seman diz que monitora casos de alagamentos

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!