Primeiro navio com auxílio humanitário deixa a Ucrânia com destino a África

Cerca de 23 mil toneladas de trigo vão para a Etiópia

[Primeiro navio com auxílio humanitário deixa a Ucrânia com destino a África]

FOTO: Ocha/Levent Kulu

O primeiro navio com auxílio humanitário da Ucrânia para a África partiu nesta terça-feira (16). Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), a embarcação Brave Commander, fretada pela ONU, saiu do Mar Negro carregando de 23 mil toneladas de trigo para o Djibuti a caminho Etiópia.

Segundo o chefe do Programa Mundial de Alimentos, PMA, David Beasley, a abertura dos portos ucranianos do Mar Negro é o passo mais importante no combate à fome no mundo.

Para ele, será preciso mais do que o movimento de navios de grãos, a partir da Ucrânia, para acabar com o problema. Ele afirma que o mundo ainda enfrenta uma crise alimentar sem precedentes com até 50 milhões de pessoas em 45 países prestes a passar fome.

Com a retomada das exportações da Ucrânia, a expectativa é que os silos de armazenamento de grãos nos portos, sejam esvaziados, antes da colheita da temporada do verão.

Setor privado

A agência das Nações Unidas pede que os governos e o setor privado é que atuem com urgência para salvar vidas e invistam em soluções de longo prazo. E adverte que se o mundo falhar, as pessoas serão jogadas numa situação de fome com um impacto, que pode ser desestabilizador e sentido por todos.

Os setores privado e governamental integram a parceria para a exportação de trigo. Os fundos foram concedidos pela Agência Americana para o Desenvolvimento, Usaid, pelo ex-embaixador da Boa Vontade Howard G. Buffett e a Fundação Minderoo dos australianos André e Nicola Forrest.


Comentários