Produtividade da PRF e PF dobrou após saída de Moro, afirma Bolsonaro

Presidente afirmou que ex-ministro era "muito independente"

[Produtividade da PRF e PF dobrou após saída de Moro, afirma Bolsonaro]

FOTO: Reprodução/Getty Images

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou, durante transmissão ao vivo nesta quarta-feira (19), que o ex-juiz Sérgio Moro saiu do ministério da Justiça após conflitos em relação a "postura independente" dele dentro do governo e que a produtividade da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal dobrou após o desligamento. 

Segundo Bolsonaro, Moro esperava ser indicado ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ressaltou que nunca teve "esse compromisso" com o ex-juiz. 

"Agora ele tinha uma postura muito independente. Se perguntar para os ministros aqui, ele raramente sorria para um ministro, apertava a mão, contar uma piada era quase impossível perto dele, mesmo em momento de relaxamento. E ele tinha essa postura", prosseguiu. 

Além disso, o presidente citou também a produtividade da PRF e da PF, que teria supostamente dobrado após o desligamento. 

"Após a saída dele, nós mais que dobramos a apreensão de armas, de drogas, de dinheiro. E também, no ano seguinte [2021], mais que triplicou. Então a produtividade aumentou e muito com a troca de ministros", afirma, completando que o Brasil que vai decidir se Moro deve se sair bem como pré-candidato e que não pretende "fazer uma campanha apontando dedo na cara de ninguém". 


Comentários