Quase um milhão de queixas foram apresentadas à Anatel no 1º semestre de 2022

O alvo número um de reclamações foi o celular pós-pago, seguido pela banda larga fixa e pré-pago

[Quase um milhão de queixas foram apresentadas à Anatel no 1º semestre de 2022]

FOTO: Tânia Rego/Agência Brasil

De acordo com o relatório divulgado esta semana pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), 951,3 mil reclamações foram apresentadas contra prestadoras de serviço de banda larga fixa, TV por assinatura e telefonias móvel e fixa, no primeiro semestre de 2022.

Além do número de queixas, há também o medidor do Índice de Reclamações (IR), que é calculado a partir do número de reclamações mensais das prestadoras por mil acessos. Este índice caiu de 0,55 para 0,51 entre o segundo semestre de 2021 em relação ao primeiro semestre de 2022.

O serviço que mais registrou queixas foi o de celular pós-pago, com 360.068 queixas, com IR de 0,59. Em segundo lugar, aparece o serviço de banda larga fixa, com 240.098 reclamações e IR de 0,81.O serviço de celular pré-pago foi o terceiro maior alvo de queixas, com 143.739 queixas e um IR de 0,20; seguido do serviço de telefonia fixa (135.271 reclamações e IR em 0,85) e da TV por assinatura (65.887 reclamações e IR em 0,72).

As reclamações contra as prestadoras desses serviços podem ser feitas de forma online, no site da Anatel, onde há uma área específica para isso, com um passo a passo que ajuda o consumidor a fazer a reclamação. 


Comentários