Sem aumento significativo de casos após a vacinação contra a Covid-19, mortes por infarto e AVC permanece estável em 2021

Grupos antivacina argumentam que haveria o risco de infarto ou AVC após a aplicação da vacina

[Sem aumento significativo de casos após a vacinação contra a Covid-19, mortes por infarto e AVC permanece estável em 2021]

FOTO: Stephen Andrews/Pexels

As mortes por infartos e AVCs (Acidente Vascular Cerebral) em 2021 mantiveram um patamar estável, na comparação com os dois anos anteriores, conforme dados dos cartórios de registro civil do país.

Os números mostram que a vacinação contra a Covid-19 não impactou as mortes por infarto e AVC, como afirmam grupos antivacina que divulgam fake news alegando que há risco de desenvolver uma dessas doenças após tomar o imunizante. 

Os dados apresentados foram divulgados pelo UOL e consultados no portal da transparência da Arpen Brasil (Associação de Registradores de Pessoas Naturais). Os números das duas causas de morte, nos últimos três anos, seguem um padrão. Veja:  

AVC

2019 - 102.233

2020 - 103.073

2021- 105.755

 

Infarto

2019 - 100.237

2020 - 95.837

2021 - 101.207

O epidemiologista e professor da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), Paulo Petry, observa, após analisar os dados, que não há variações fora do comum. "Analisando esses números se percebe uma pequena flutuação, para mais ou para menos, mas que não tem valor estatístico. A gente diz que não há significância estatística", diz Petry em entrevista ao UOL.

"É impossível querer atribuir essas variações a qualquer que seja o fator porque não há variação estatisticamente significativa! É impossível dizer que houve aumento ou declínio. Essa flutuação é normal", completa o epidemiologista ao UOL. 


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!