Senado aprova PEC que aumenta benefícios e cria novo auxílio

Proposta estipula R$ 40,2 bilhões aos cofres públicos; votação seguirá para a Câmara

[Senado aprova PEC que aumenta benefícios e cria novo auxílio]

FOTO: Marcos Oliveira/Agência Senado

O Senado aprovou, nesta quinta-feira (30), a PEC dos Auxílios, que turbina programas sociais já existentes e cria benefícios. A proposta estipula um pacote de R$ 40,2 bilhões para reduzir o impacto dos aumentos sucessivos nos preços dos combustíveis. O projeto ainda precisa ser aprovado em segundo turno para ir à Câmara.

A PEC deveria ter sido votada na quarta-feira (29), mas foi adiada devido à discórdia sobre o dispositivo que permite ao governo federal decretar estado de emergência quando aos combustíveis. O senador Fernando Bezerra (MDB-PE), relator da PEC, se comprometeu a fazer ajustes no texto para limitar os impactos do decreto de emergência aos previstos na redação da proposta.

De acordo com o texto, um novo auxílio será destinado aos taxistas, no valor de R$ 200 mensais. Além disso, a proposta prevê o fim da fila do Auxílio Brasil e o aumento do benefício para R$ 600 e uma "bolsa-caminhoneiro", no valor de R$ 1 mil. O valor da PEC também será investido para garantir subsídio a idosos em transportes públicos e vale-gás às famílias carentes.

 

 


Comentários