Spray israelense contra a Covid-19 é negociado por empresa alvo da CPI

Anvisa proibiu importação do produto

[Spray israelense contra a Covid-19 é negociado por empresa alvo da CPI ]

FOTO: Divulgação

Mesmo após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ter proibido a importação do spray nasal israelense Taffix, que se diz eficaz contra a Covid-19, a Belcher Farmacêutica negocia o produto no Brasil. A empresa entrou na mira da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia no ano passado e, na época, foi apontada como intermediária das conversas entre o laboratório chinês CanSino e o Ministério da Saúde para a aquisição de 60 milhões de doses da vacina Convidecia. O contrato, que não foi fechado, custaria aproximadamente R$ 5 bilhões.

Cancelamento 

O spray nasal Taffix teve o aval cancelado porque, segundo a Anvisa, "não foram apresentados estudos clínicos que comprovem eficácia para esse fim (bloquear vírus respiratórios)". O Taffix é fabricado pela empresa israelense Nasus Pharma, mas a importação e a distribuição do produto no Brasil seriam feitas pela Belcher.

Em nota emitida na última segunda-feira (17), a Belcher afirmou que estava trabalhando com a previsão de que o Taffix estivesse disponível "nas farmácias de todo o país" a partir da última semana de fevereiro.
 


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!