Bahia está sem soro antiofídico para picada de Jararaca e pede doses emprestadas ao Pernambuco

A Jararaca é considerada uma cobra perigosa e seu veneno pode provocar lesões no local da picada

[Bahia está sem soro antiofídico para picada de Jararaca e pede doses emprestadas ao Pernambuco]

FOTO: Reprodução/G1

A Secretaria da Saúde da Bahia divulgou nesta sexta-feira (18), que o estado está sem o de soro antiofídico para picada de Jararaca (antibotrópico). O problema também atinge outros estados brasileiros, de acordo com a nota.

O soro antiofídico é usado como antídoto quando uma pessoa é picada por uma serpente. O produto contém anticorpos, que têm a função de neutralizar o veneno que se localiza no sangue e nos tecidos da pessoa que sofreu a picada.

A Jararaca é considerada uma cobra perigosa e seu veneno pode provocar lesões no local da picada, como hemorragia e necrose. Em casos mais graves, pode levar a amputações dos membros afetados.

Em nota, é relatado que ao surgir algum caso que precise ser tratado com o soro, o profissional de saúde do município deve entrar em contato com as regionais para identificar o local mais próximo para aplicação ou remanejamento do imunobiológico.

Segundo a Sesab, o Ciatox-BA conseguiu emprestadas, 100 ampolas do soro com o estado de Pernambuco, até a chegada da remessa do Ministério da Saúde prevista para os próximos dias.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Baiano Fe Lira lança álbum autoral

Disco é inspirado em experiências pessoais do cantor e compositor e chega às plataformas digitais próximo dia 6 de agosto

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!