"Pressa, urgência e emergência", diz defesa sobre aborto de menina de 11 anos que foi estuprada

Daniela Félix ressalta que, por lei, existe o direito ao aborto

[

FOTO: Agência Brasil

Daniela Félix, advogada que está a frente da defesa da menina de 11 anos grávida após ser vítima de estupro, afirmou que existe "pressa, urgência e emergência" em relação ao aborto. Em entrevista à Jovem Pan, a advogada disse que está esperando decisão da Justiça.

A menina foi levada ao hospital pela mãe, após descobrir a gravidez, mas a unidade se negou a realizar o aborto. O caso, então, foi parar na Justiça, e a juíza do caso, Joana Ribeiro Zimmer, quis convencê-la a levar a gestação para frente, mas diante das negativas da menina.

 “O nosso maior objetivo é dar todo cuidado para a vida dessa criança de 11 anos. Por lei, ela tem esse direito”, explicou Daniela. Através de nota, a OAB de Santa Catarina informou que vai trabalhar para garantir a proteção da criança de 11 anos.


Comentários