"Ele apoia quem ele quiser" diz Alberto Pimentel em resposta a Capitão Alden

O deputado Capitão Alden rebate: “Sou livre para exercer o mandato, respeitando minhas convicções”

[

FOTO: Reprodução

Em resposta, a matéria veiculada pelo Farol da Bahia ‘PSL, de Dayane Pimentel, impede apoio de Capitão Alden à Cezar Leite’, nesta segunda-feira (21), o presidente do PSL em Salvador, Alberto Pimentel, afirmou através de nota, que “quem responde pelo partido em Salvador está com Bruno Reis, e não é o apoio a um determinado candidato que nos fará pedir sanções contra o parlamentar", disse Pimentel.

O deputado estadual Capitão Alden afirmou que poderia sofrer sanções do partido se declarasse apoio à candidatura de Cézar Leite (PRTB) à Prefeitura de Salvador. 

Alberto Pimentel declarou que o parlamentar já foi infiel ao partido em outras ocasiões e que este apoio atual não mudaria a situação.

De acordo com o presidente, o deputado estadual é "livre e desimpedido" para apoiar quem ele quiser. “Interessante que o referido deputado não perde a oportunidade de agendar e visitar a prefeitura e as secretarias municipais. Agora joga a conversa fiada de que não pode apoiar x ou y? Ele apoia quem ele quiser, isso não nos diz respeito. Me parece mais que ele não quer apoiar e está buscando desculpas”, comentou.

Segundo o dirigente o PSL, o deputado, Capitão Alden, não tem coragem de declarar apoio a Bruno Reis (DEM) publicamente, pois teme a ala radical dos bolsonaristas. 

“Mais um exemplo de que isso não poderia ser um problema com a ala mais radical é o fato de o principal representante de Eduardo Bolsonaro em Salvador, o vereador Alexandre Aleluia (DEM), também apoiar Bruno Reis”, diz a nota. 

Procurado pelo Farol da Bahia para se posicionar diante da afirmação do PSL de que apoiava de alguma forma Bruno Reis, o deputado federal Eduardo Bolsonaro não confirmou a notícia e sequer sabia que seu nome estava sendo usado como referência de apoios a A ou B.

Resposta Alden

O deputado estadual Capitão Alden (PSL) respondeu que sua atuação parlamentar consiste em uma série de atividades relacionadas ao seu papel de representante do Poder Legislativo na Bahia, a exemplo, as visitas a secretarias municipais e estaduais. 

O parlamentar ressaltou que seu compromisso é com os cidadãos que lhes depositam voto de confiança e a população em geral que necessita de respostas às suas demandas. 

Quanto a acusação de ser supostamente “infiel”, o deputado Capitão Alden afirma que isso não procede e que se existe alguém que foi infiel, certamente, deve ser a pessoa que traiu o presidente Bolsonaro e a confiança dos eleitores. 

“Sobre supostamente não ter ‘coragem’, por ter ‘compromisso’ com A, B ou C, também não procede. Sou livre para exercer o mandato, respeitando minhas convicções. Não tenho dívidas, não tenho cargos em nenhuma das esferas: municipal, estadual ou federal. Tenho liberdade para decidir o que for melhor para o povo”, esclarece Alden.


 


Comentários